segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Tristeza

Estranho como as vezes os sentimentos nos invadem sem muita explicação...

Mas e quando essa tristeza é algo que vem sem dar avisos, sem motivo aparente?!?

Ontem quando cheguei na minha casa, senti um vazio tão grande, mas tão grande, que fiquei triste...me sentindo mais vazia do que o vazio que eu senti... A casa tava cheia, tão cheia, com tanto riso, tanta festa, e mesmo assim me senti vazia de tudo!

Não sei o que houve,mas de repente o sorriso ficou vazio, faltava alguma coisa, eu não era mais plena, como se em um minuto eu tivesse perdido tudo o que tinha...

Já não era mais eu! Era uma menina-mulher, assim como eu, muito parecida comigo, mas de sorriso vazio, e ainda mais perdida do que eu... Era uma menina-mulher que nem sabia ao certo o que estava sentindo. E sabia muito menos porque tantas lagrimas rolaram no seu rosto de uma só vez sem motivo.

Só sei que essa angústia descabida foi crescendo, crescendo... a ponto de sufocar!
....................................................
Musica de hoje: Lenine - O silêncio das estrelas

"E assim, repetindo os mesmos erros, dói em mim
Ver que toda essa procura não tem fim
E o que é que eu procuro afinal?"


..........................................
Considerações finais:
- Aff, carnaval ainda mal resolvido. Não quero mais opções e sim soluções...rs

bjumetwitta

2 comentários:

Old Bird disse...

seria uma ousadia descabida, e com o tempo que passa, muitas coisas tornam-se outras e outras permanecem como sempre foram. Decifrar o teu silencio, a imorredoura vontade de sorrir, mesmo sem forças...o regozijo de que ainda vive. Sempre me foi peculiar.

Hunm....uma ótimamusicas, com pretençoes singulares.

Sempre na estima por algo bom.

Bailarina disse...

Já diria Vinicius...

(...) Tristeza não tem fim, felicidade sim..."

Tempo que não passava por aqui, flor!

Bjks e saudades!