segunda-feira, 29 de outubro de 2007

momento poesia

não tinha nem noção do que postar hoje,resolvi mexer numa agenda antiga e descobri que um dia fiz muitas poesias...vou começar a postar algumas de vez enquando,espero que vocês gostem!


"Ás vezes sou como a lava de um vulcão


que destroi tudo o que encontra pela frente!


Ás vezes sou como o vento da tarde que de tão suave acaricia.


Represento toda duiadade existente e inexistente.


E em toda minha existência sou os dois lados de uma mesma moeda...


tão diferentes e ao mesmo tempo tão necessarias...


Meus dois lados se completam!


O bem e o mal


O sensual e o angelical


Generosa e egoista


Menina e mulher!


Sou como a lua, tenho várias fases,várias faces!


Posso ser como uma pequena gota de chuva...


mas essa mesma pequena gota inofensiva, ao cair,


pode estremecer a terra!


Sou a escuridão em busca de luz...


Sou a vida em busca da morte...


Sou o sul em busca do norte!"




8 comentários:

Laís Mageste disse...

Que lindaaa =)
Minha priminha poetisaa uaaaaau =)
Te amo meu amor e você leva jeito em??


S2

Anônimo disse...

...faltou dizer nesta delonga uma coisa....
Sou o medico e o monstro, aquela que cura e envenena,
minina que qdo quer, 'e mulher.

voce escreve bem.

Old Bird disse...

seria um ser contraditorio, um paradoxo talves?
No seu post, vc relata sobre vc mesma, gente, mulher, menina ou do seu eu lirico, onde subvem a essencia ludica e tao menos horrenda dos seres??

Ludmila Prado disse...

brigado pela visita

bem a sua definição esse poema.
as vezes me surpreendo lendo coisas antigas que escrevi acho isso super interesante.


bjo

janpiter disse...

Começo a ter medo de ti! rs
Muito bom!
besos

david santos disse...

Por favor!
Faz alguma coisa pela "justiça" brasileira.
Flávia vive em coma e a "justiça" brasileira também.

Obrigado
David Santos

daniel dias disse...

Uau... ser assim é tão legal quanto não ser, tudo e nada, parcialidades e sistematicidades, verso e avesso... quem dirá que não? Dinamismos que invariavelmente fazem parte de nós... é bom poder ser muitas coisas ao mesmo tempo!
Inclusive ser uma poetisa... mais um dos seus lados que eu não conhecia...

Ludmila Prado disse...

presente pra você no meu blog

bjo