quinta-feira, 22 de outubro de 2009

culpa

"Vou sair e esperar o pôr do sol,
Quem sabe quando ele se esconder
E o céu anoitecer
As minhas dúvidas também possam desaparecer

Vou sair e esperar a chuva.
Quem sabe quando ela descer
E molhar tudo o que está a minha volta
Ela não possa também lavar a minha alma
E me limpar de toda a culpa!

Vou sair pra ver a lua.
Quem sabe ela possa iluminar os meus pensamentos
Assim como ela ilumina as noites mais escuras"

As vezes me sinto tão culpada por agir assim comigo mesma. Me sinto dividida, e não escolho nenhum dos lados para não machucar nenhum dos dois. E nessa falta de escolha acabo me machucando. Me falta coragem para seguir em frente, mas também me falta coragem para permanecer aqui. Dividida entre a culpa somada a um sentimento, e entre a vontade de me aventurar. O coração sangra, as dúvidas só machucam. Se ao menos eu pudesse prever o futuro... Hoje além de perdida, me sinto sozinha, tendo como única companheira, todos os dias, essa duvida que me consome.
.........................................................
Hoje,sme musica, sem ps... pensar demais está me consumindo também!

2 comentários:

Moises Prado disse...

"Adoramos a perfeição, porque não a podemos ter; repugna-la-íamos, se a tivéssemos. O perfeito é desumano, porque o humano é imperfeito". (Fernando Pessoa)

Esse sentimento é o q nos faz humanos! Lembre-se q nada melhor do q o tempo nessas horas, nada melhor do q deixar o tempo passar e passar...

Descanse, respire e nao se preocupe tanto assim...
Apenas deixe q a criança dentro de vc saia e lhe mostre o significado de ser feliz!

Bjao!!
Conte sempre comigo,
saudades!!

Gui disse...

A liberdade que temos pra lidar com o nosso eu, é valioza e perigosa. O que nos cabe é ser sincero, mas aquela sinceridade que alcança oque nao queremos ouvir nem pensar mais a respeito. A dor que gera aprendizado se faz presente nessa hora. Se agente dá de frente com o que não quer, saimos grandes desse confronto. Não existe culpa em sermos ou fazermos pelo somos ou pelo que queremos. A culpa existe quando o que somos ou o que fazemos não é parte do somos ou do que queremos...